RSS

“Conto eu… respondes tu!” – 1º Dia

De aluna a professora

de António Torrado

A minha priminha Aldinha, desde que aprendeu a ler, não pára. Lê tudo: BOLACHAS MARIA, SUPER POP LIMÃO, FÓSFOROS QUINAS, TALCO, CUIDADO COM O CÃO, COMPOTA NATURAL, CORREIOS, TV-GUIA, SONY, ORATOL, VIARCO Nº2, CASCAIS, BOMBEIROS, CREME NÍVEA… Até lê, sem se atrapalhar nem tossir, MUCOSAOLVAN XAROPE. Fantástico!

Desde que aprendeu a ler, a minha priminha Aldinha tem uma pena infinita dos que não sabem ler. E, levada pelo impulso de a todos proporcionar a mesma descoberta encantada da palavra escrita, mal aprendeu a ler, logo quis ensinar.

Começou pelo gato Badameco. Pôs-lhe o livro à frente, mas o gato bocejou à primeira página, espreguiçou-se, desenrolou-se, enrolou-se e fechou os olhos. Um preguiçoso. Assim não vai avançar na vida. Ficará para sempre um gato analfabeto.

Tentou, depois, com o Pimpas, mas o cão, antes da aula, quis provar o livro e foi um sarilho para, depois, lho tirar da boca.

– Não é assim que se lê – zangou-se a Aldinha, a tentar pôr ordem nas folhas descoladas pela demasiada vontade de saber do Pimpas.

– Ignorantes. Um só queria dormir. O outro só queria brincar. Ora a vida não é só descanso e brincadeira. Há que aprender. Há que aprender pelos livros. Há que trabalhar – dizia a minha prima Aldinha.

A Aldinha, então, lembrou-se de que lhe tinham dado boas informações de um bichito por todos considerado como muito trabalhador, muito diligente.

Qual? A formiga.

E de uma persistência! Ela própria vira uma formiga carregar um niquito de bolo e não o largar, puxa daqui, empurra de acolá, até se escapulir, com ele às costas, por uma fenda do soalho.

Tão laboriosas já eram, que, se soubessem ler, do que elas não seriam capazes! Por isso a minha priminha Aldinha decidiu instruir, por junto, todo um formigueiro.

Abriu o livro das primeiras leituras, ao deitado, junto a um carreirinho. Depois, chamou a atenção das formigas com uns grãozinhos de açúcar.

Claro que elas vieram ao petisco. Enquanto se deliciavam, à volta do açúcar e das letras, a minha prima apontava: A tua tia Tila é tola e A tua tia Tila entalou a tola e A tua tia Tila tem atola com tala e tela.

Realmente, o desenho mostrava uma senhora de olhos esbugalhados, sentada numa cama, com a cabeça enrolada, em estilo de turbante hospitalar.

Não faço a ideia o que pensaram desta desastrada tia as formigas do carreiro. Pouco bem, acho eu. Entretanto, a minha prima, por sua vez, achou que devia mudar de lição. Deixou umas tantas formigas atrasadas, ainda às voltas da tia Tila e passou para A pala da Paula é de napa, outra interessantíssima história, que dava gosto ler.

E por aí fora. Os progressos das formigas eram evidentes, sobretudo quando atraídas com açúcar para os deveres escolares.

– Mas elas sabem mesmo ler? – intriguei-me eu.

– Claro que sabem – respondeu-me a priminha. – Ainda ontem as vi, agarradas a uns bocados de jornal, que alguém deixou no meio da mata, no Domingo passado.

– Gostam de notícias frescas – comentei. – E escrever, escrevem?

– Claro que escrevem, mas com uma letra muito pequenina.

Pareceu-me natural. Tudo tem a sua proporção. Só a minha priminha Aldinha escapa a esta lei. Tão pequenina e já tão diligente, tão responsável, tão paciente. Qualidades que fazem uma autêntica professora.

É o que ela vai ser, quando for crescida. Professora de crianças, está visto, porque as suas alunas formigas, essas, nessa altura já devem andar na Universidade.

Vamos até combinar uma coisa.

Quando também vocês lá chegarem, ponham os olhos no chão e procurem-nas. É que vão encontra-las, pela certa, a caminho da cantina universitária. Uma atrás da outra, incansáveis. São as disciplinadas formigas da minha priminha Aldinha. Quem começa bem, vai longe.

In «Trinta por uma linha»

Para participar no concurso, basta ler a história e responder às duas perguntas que se seguem.

Podes enviar as respostas para o email da Biblioteca (biblioteca.avec@gmail.com) ou pedir a folha de respostas na receção. Não te esqueças de identificar as tuas respostas (nome, número, ano e turma).

Aguardamos ansiosos a tua participação!

Responde tu!

1 – Porque é que a prima Aldinha achava que o Badameco e o Pimpas eram ignorantes?

2 – Quais são as qualidades que, na opinião do autor, fazem uma autêntica professora?

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Março 11, 2013 em Atividades, Concursos, Histórias, Leituras

 

“Conto eu… respondes tu!” – As histórias…

Para o nosso concurso, escolhemos a divertida obra Trinta poruma linha do escritor António Torrado.

30

António Torrado nasceu em Lisboa, em 1939 e é escritor desde muito novo.

Na sua já longa carreira publicou muitos livros, alguns dos quais estão disponíveis nas Bibliotecas Escolares do Agrupamento.

imagesCAD58UO8

Participa neste concurso e fica a conhecer melhor a obra deste escritor português.

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Março 11, 2013 em Atividades, Concursos, Escritores, Livros

 

“Conto eu… respondes tu!” – CONCURSO

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Março 11, 2013 em Atividades, Concursos

 

NOVIDADES DA SEMANA

Esta semana temos para os nossos utilizadores…

A viagem do caminheiro da alvorada – Crónicas de Nárnia de C. S. Lewis

transferir

Seis fantasmas e meio – 2ª parte de Álvaro Magalhães

500_9789892320854_Seis_fantasmas_2

Provas finais de ciclo – Matemática 6º ano de Ricardo Castelo

provas-finais-de-ciclo-matematica-6-ano-2013

A experiência de Filadélfia de Terry Deary

image

Equinus o cavalo espectral – Feras e Heróis de Adam Blade

9789892703763

Salvamento mágico de Gwyneth Rees

500_9789892305875_salvamento_magico_254dpi

E o divertido filme “Madagáscar”

 
 

NOVIDADES SEMANAIS!

Novos livros e um filme para ocupar a semana…

O Diário de Anne Frank de Anne Frank

anne

O maior concurso de anedotas do mundo de Geronimo Stilton

anedotas

Provas Finais de Ciclo – Português – 6º ano

provas-finais-de-ciclo-portugues-6-ano-2013

Uma aventura em França de Ana Mª Magalhães e Isabel Alçada

uma_aventura_em_franca

O vampiroscópio de Álvaro Magalhães

vampiroscopio

Eclipse de Stephenie Meyer

eclipse

Não percas o filme “Jane Eyre”

 
 

NOVIDADES DA SEMANA

Livros, livros e … filme!

Cisne branco, cisne negro de Álvaro Magalhães

Cisne_branco

O Príncipe Caspian – Crónicas de Nárnia de C. S. Lewis

caspian

O karaté te dou eu de Geronimo Stilton

o karate te dou eu

Tu podes salvar o planeta de Jacquie Wines

salvar planeta

O silêncio da água de José Saramago

saramago agua

Tirem-me daqui! – O diário de um banana de Jeff Kinney

Capa_Banana_6

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Fevereiro 4, 2013 em Destaques, Livros, Sugestões de leituras

 

NOVIDADES DA SEMANA!

Como é habitual temos novidades à segunda feira…

O mundo em que vivi de Ilse Losa

O mundo em que vivi

Arachnid a rainha das aranhas de Adam Blade

arachnid-a-rainha-das-aranhas-adam-blade

O céu cai-lhe em cima da cabeça de Goscinny e Uderzo

asterix ceu

O cavalo e o seu rapaz – crónicas de Nárnia de C. S. Lewis

cavalo rapaz

Contos dos Sete de Enid Blyton

sete contos

Seis fantasmas e meio – 1ª parte de Álvaro Magalhães

Seis_fantasmas_1

 

E o filme “As crónicas de Spiderwick”

<a href=”http://www.youtube.com/watch?
http://www.youtube.com/watch?v=M_xdRImv2y4